domingo, 24 de abril de 2011

avaliação 2

Muito se tem discutido sobre avaliação mas são poucas as mudanças em nosso sistema. Se os registros são realizados diariamente, necessariamente deveríamos discutí-los diariamente, apontando os aspectos positivos e negativos alcançados durante a nossa prática de ensino. Seria uma avaliação do aluno e auto avaliação para o professor. A mediação, o compartilhar,perceber os aspectos cognitivos do aluno assim como as suas múltiplas inteligências e aproveitar algo não alcançado por este: se não conseguiu absorver o porque? Em que como professor poderei ajudá-lo para que o mesmo alcance os nossos objetivos? E minha prática de ensino foi eficaz? Como diz muito bem Hoffmann: "Está tudo pelo avesso". A avaliação não deve ser classificatória e excludente. Deve ser uma forma de auto avaliar, de verificar que os aspectos qualitativos prevalece sobre os quantitativos. E caros colegas desculpe mas muito ainda deve ser discutido para alcançarmos uma escola democrática e participativa. Enquanto os aspectos burocráticos sobressaírem sobre os pedagógicos ainda estaremos vivenciando uma educação bancária e infelizmente excludente.É fácil avaliar os outros o difícil é avaliar nossa prática de ensino. E fica uma dica:nós como professores devemos pesquisar mais sobre os grandes teóricos e pesquisadores da educação incluindo Hoffann.

Nenhum comentário:

Postar um comentário