domingo, 10 de abril de 2011

Participação Democrática no Ambiente escolar

"A participação da comunidade melhora a qualidade das decisões tomadas na área da educação e têm um papel fundamental na democratização da gestão escolar. "
Christianne néry
Percebe-se, que os agentes da educação assim como comunidade e outros envolvidos no processo de ensino, sabem muito pouco sobre os condicionantes internos dentro da unidade de ensino que podem prejudicar e muito toda a unidade tornando-a ineficaz. Apenas verificam a perda de qualidade do ensino público, convivendo cotidianamente com as suas conseqüências. Além de receber poucas informações, também são raras as oportunidades que a comunidade tem de participar das decisões sobre a política educacional da unidade de ensino. Esta perde sua força na luta pelo seu direito à educação de boa qualidade.
Permitir que a comunidade exerça seu direito à informação e à participação deve fazer parte dos objetivos de um gestor, no caso do diretor escolar se comprometendo com a solidificação da democracia.
Democratizar a gestão da educação implica fundamentalmente, a participação de todos no processo de formulação e avaliação da política de educação e na fiscalização da sua execução, através de mecanismos institucionais. Esta presença da comunidade materializa-se através da incorporação de categorias e grupos sociais envolvidos direta ou indiretamente no processo educativo, e que, normalmente, estão excluídos das decisões (pais, alunos, funcionários, professores, APM, conselho de classe / série, conselho de escola).
A criação de mecanismos institucionais deve privilegiar os organismos permanentes, que possam sobreviver às mudanças de direção na unidade escolar. Os órgãos colegiados, como conselhos, são os principais instrumentos.
A educação é uma política de muita visibilidade, atingindo diretamente grande parte das famílias e não é difícil mobilizar profissionais, pais e alunos.
É necessário que os mecanismos de democratização da gestão da educação alcancem todos os níveis do sistema de ensino. Devem existir instâncias de participação de todos os órgãos além da comunidade devendo garantir a participação do mais amplo leque de interessados possíveis.
Quanto mais representatividade houver, maior será a capacidade de intervenção e fiscalização no processo de ensino / aprendizagem, no processo administrativo e no pedagógico da unidade escolar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário